“Minha busca diz respeito a quem eu sou”, diz Caio Salay, o Bonitão de Urinal, o Musical

Caio Salay, em cena de Urinal, o Musical - Foto: Ronaldo Gutierrez

Caio Salay, ao centro, em cena de Urinal, o Musical – Foto: Ronaldo Gutierrez

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Fotos RONALDO GUTIERREZ

Um das muitas razões do sucesso de Urinal, o Musical é a química existente entre o casal protagonista, formado por Bruna Guerin e Caio Salay. E a tranquilidade com que ambos encaram o sucesso retumbante da obra.

Antes de fazer o musical dirigido por Zé Henrique de Paula no Teatro do Núcleo Experimental, em São Paulo, Salay atuou em outras produções do gênero, como A Sessão da Tarde ou Você Não Soube me Amar e Lado B, produções da Cia. de Teatro Rock, na qual trabalhou com Fabio Ock, Fezu Duarte, Marcos Ferraz e Marcos Okura e também onde conheceu Bruna, sua companheira de cena.

“Bruna e eu trabalhamos juntos nestes dois musicais. Aí nos reencontramos agora em Urinal e flui. Um aceita a opinião do outro, sempre procuramos manter a cena em uma frequência legal e tornar as coisas orgânicas. É teatro, está vivo”, conta.

Bruna Guerin e Caio Salay: casal protagonista de Urinal tem química - Foto: Ronaldo Gutierrez

Bruna Guerin e Caio Salay: casal protagonista de Urinal tem química – Foto: Ronaldo Gutierrez

Cada vez mais à vontade como Bonitão, o jovem revolucionário de Urinal, que corajosamente enfrenta os poderosos, Salay diz que quase tudo que faz na vida aproveita de alguma forma em sua profissão: “Yoga, acupuntura, leituras, idas ao cinema, teatro, palestras, viagens, boas conversas, terapias, uma observação saudável de si”.

Diz que a segurança no papel vem também das muitas apresentações seguidas. “Temos mais de 120 apresentações, então o exercício da repetição vai trazendo segurança. Então é só deixar fluir, deixar rolar”, explica.

Sobre o sucesso da obra, tenta defini-lo: “O Urinal é um bom espetáculo de texto, de música, foi bem dirigido, tem um elenco muito bom e uma incrível versão. É um conjunto de coisas boas reunidas que deu certo”.

"Urinal é um conjunto de coisas boas que deu certo", diz Caio Salay - Foto: Ronaldo Gutierrez

“Urinal é um conjunto de coisas boas que deu certo”, diz Caio Salay – Foto: Ronaldo Gutierrez

Atento, o ator sempre “procura aproveitar ao máximo” os profissionais envolvidos nas produções que trabalha. Em Urinal não é diferente. Com a diretora musical do espetáculo, Fernanda Maia, já havia feito o musical infantil Chovendo na Roseira, em 2014.

Salay é ator desde os 15 anos, com direito a DRT (registro profissional) e tudo. Com uma década e meia no palco, ainda tem vontade de ir a Nova York, ver os grandes espetáculos da Broadway. Mesmo assim, nunca foi de fazer aulas de canto e dança com a obsessão de virar “ator de musical”: “Quis ser artista, a arte acabou me levando ao musical. É um namoro novo ainda”, define.

O ator prefere ir além do palco. “Minha maior busca não é necessariamente dentro do teatro, pois diz respeito ao conhecimento de quem sou, podendo empreendê-la em qualquer lugar, e com isso em mente, posso localizar minhas limitações e trabalhá-las quando necessito no palco”, diz.

Assim, acredita que “o sincero investimento do ator em si mesmo e em suas potencialidades pode dar a garantia da coerência no que quer que faça, sem dúvidas”.

Com o elenco ao entorno, Caio Salay contracena com Bruna Guerin em Urinal, o Musical: pés no chão - Foto: Ronaldo Gutierrez

Com o elenco ao entorno, Caio Salay contracena com Bruna Guerin em Urinal, o Musical: pés no chão – Foto: Ronaldo Gutierrez

Por isso, mantém os pés no chão e não se deslumbra com o sucesso. Assim que cada sessão acaba, pega sua bicicleta, com a qual parte rumo à casa pela ciclovia da rua Barra Funda.

“Vejo atores que se esquecem de suas vidas pessoais, que pensam na carreira a todo momento, que adoecem na coxia e encenam a saúde no palco. Prefiro ser plenamente saudável e desempregado do que estar sempre doente no melhor espetáculo da cidade”, diz, sabiamente.

Caio Salay em cena com elenco de Urinal, o Musical: cada vez mais à vontade como Bonitão - Foto: Ronaldo Gutierrez

Caio Salay em cena com elenco de Urinal, o Musical: cada vez mais à vontade como Bonitão – Foto: Ronaldo Gutierrez

Urinal, o Musical * * * * *
Avaliação: Ótimo
Quando: Sexta e sábado, 21h. Domingo, 19h. Segunda, 21h. 125 min. Sem previsão de fim da temporada
Onde: Teatro do Núcleo Experimental (r. Barra Funda, 637, Barra Funda, São Paulo, tel. 0/xx/11 3259-0898)
Quanto: R$ 60 (sex. e seg.) e R$ 80 (sáb. e dom.)
Classificação etária: 10 anos

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *