6.000 pessoas veem teatro de graça em Piracicaba

Arte para todos: cerca de 6.000 pessoas viram teatro em Piracicaba sem gastar um só centavo; cena da peça O Concerto da Lona Preta, apresentada no 10º Fentepira - Foto: Rodrigo Alves

Arte para todos: cerca de 6.000 pessoas viram teatro em Piracicaba sem gastar um só centavo; cena da peça O Concerto da Lona Preta, apresentada no 10º Fentepira – Foto: Rodrigo Alves

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Enviado especial a Piracicaba (SP)*

Novembro foi o mês do teatro em Piracicaba, no interior de São Paulo. Cerca de 6.000 pessoas viram espetáculos de graça durante o 10º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba) e a 22ª Mostra de Teatro Estudantil, realizados de 3 a 15 de novembro, informou a organização.

Foram ao todo 43 apresentações gratuitas com o número preciso de 5.970 espectadores. Gente que passou por dez espaços piracicabanos, nos quais se destacou o histórico Engenho Central, no qual fica o Teatro Municipal Erotídes de Campos.

O evento foi realizado pela Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) da Prefeitura de Piracicaba, com apoio de outras entidades, como o Sesi e o Sesc.

Foram 4.200 pessoas no Fentepira e 1.770 na Mostra Estandil, que teve peças não só de Piracicaba, como também de Quadra, Boituva, Valinhos e Sumaré.

O Fentepira, com obras do Distrito Federal, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina teve curadoria de Valdir Rivaben e Jorge Vermelho. Estes selecionaram as peças participantes entre 253 inscritas, de 75 cidades.

Após a apresentação dos espetáculos, os grupos e o público participaram de debates com os professores universitários de teatro Alexandre Mate e Aguinaldo de Souza, sob mediação de Rivaben.

Leia a cobertura completa do Fentepira!

*O jornalista MIGUEL ARCANJO PRADO viajou a convite do Fentepira.

Conheça o site do Fentepira! 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *