Maju discursa contra racismo: saiba como foi Troféu Raça Negra 2015

Emocionada, Maju discursou no Troféu Raça Negra contra o Preconceito: “Dos heróis negros, da minha avó que era doméstica, dos meus pais, da moça que é cozinheira, da moça que limpa o banheiro da TV Globo. Tenho honra de fazer parte dessa luta e todos devemos pensar em um mundo mais gentil e acolhedor” - Foto: Divulgação

Emocionada, Maju discursou no Troféu Raça Negra contra o Preconceito: “Dos heróis negros, da minha avó que era doméstica, dos meus pais, da moça que é cozinheira, da moça que limpa o banheiro da TV Globo. Tenho honra de fazer parte dessa luta e todos devemos pensar em um mundo mais gentil e acolhedor” – Foto: Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Tradicional premiação às vésperas do Dia da Consciência Negra organizada pela Afrobras e Universidade Zumbi dos Palmares, o Troféu Raça Negra 2015 foi entregue no último domingo (15), na Sala São Paulo.

Três personalidades foram ovacionadas: o homenageado Martinho da Vila, a jornalista Maria Júlia Coutinho e o escritor nigeriano Wole Soyinka – Prêmio Nobel de Literatura de 1986.

Maju, que foi alvo de racismo nas redes sociais neste ano, discursou: “Dos heróis negros, da minha avó que era doméstica, dos meus pais, da moça que é cozinheira, da moça que limpa o banheiro da TV Globo. Tenho honra de fazer parte dessa luta e todos devemos pensar em um mundo mais gentil e acolhedor”.

Veja mais fotos:

O cantor Péricles também foi uma das estrelas da noite

O cantor Péricles também foi uma das estrelas da noite

A cantora Paula Lima animou os convidados - Foto: Divulgação

A cantora Paula Lima animou os convidados – Foto: Divulgação

O mestre-sala e a porta-bandeira da Unidos de Vila Isabel encantaram a Sala São Paulo - Foto: Divulgação

O mestre-sala e a porta-bandeira da Unidos de Vila Isabel encantaram a Sala São Paulo – Foto: Divulgação

O escritor Prêmio Nobel Soyinka recebeu o Troféu Raça Negra das mãos do reitor José Vicente e do político Aloizio Mercadante - Foto: Divulgação

O escritor Prêmio Nobel Soyinka recebeu o Troféu Raça Negra das mãos do reitor José Vicente e do político Aloizio Mercadante – Foto: Divulgação

Martinho da Vila recebeu o Troféu Raça Negra ao lado da família - Foto: Divulgação

Martinho da Vila recebeu o Troféu Raça Negra ao lado da família – Foto: Divulgação

Antonio Pitanga foi o grande mestre de cerimônias da noite - Foto: Divulgação

Antonio Pitanga foi o grande mestre de cerimônias da noite – Foto: Divulgação

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Certamente o ano foi de Maju Coutinho e ela merecidamente ganhou o Troféu Raça Negra. Outra que facilmente poderia recebê-lo é Taís Araújo. Aliás, diga-se de passagem, Maju e Taís, junto de Paula Lima (na foto do “post”), formam um verdadeiro trio de beldades. São lindíssimas! Da Taís, eu me recordo de enviar um “link” com uma foto dela para um amigo estrangeiro, pois nós comentávamos sobre beldades nacionais e eu comentei que acho Taís uma das mais belas mulheres do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *