Grupo Espanca! descobre desvio de dinheiro

Cena da peça Real: sessões em dezembro em BH para levantar dinheiro para cobrir o rombo nos cofres do Grupo Espanca! - Foto: Guto Muniz

Cena da peça Real: sessões em dezembro em BH para levantar dinheiro para cobrir o rombo nos cofres do Grupo Espanca! – Foto: Guto Muniz

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Um dos mais conhecidos grupos teatrais da cena mineira, o Grupo Espanca!, com sede em Belo Horizonte, publicou texto, nesta segunda (30), no qual conta que “uma pessoa” que trabalhou na parte financeira e administrativa do grupo por dois anos “desviou indevidamente uma quantia considerável de dinheiro”. O texto não informa a identidade do fraudador.

O Espanca! informou que já entrou com processo na Justiça contra o gatuno. Para cobrir o rombo, a trupe fará uma temporada especial da peça Real, apresentada recentemente em São Paulo, no Galpão Cine-Horto, em BH, nos dias 19 e 20 de dezembro, em uma espécie de pré-estreia mineira para levantar fundos para cobrir o rombo em seus cofres.

Leia o texto do Espanca! sobre o caso na íntegra:

“Querida comunidade,

O momento é delicado e exige um textão.

Este foi um ano de muitas alegrias mas também de um grande baque: ficamos sabendo que uma pessoa – por meio de sua empresa que prestou serviços administrativos e financeiros para o grupo por quase 2 anos – desviou indevidamente uma quantia considerável do dinheiro que tínhamos para realizar parte de nossas atividades. Com este susto, passamos por um árduo processo de auditoria interna e regularização contábil da empresa, tivemos que fazer uma contenção máxima de gastos e ainda recorremos a um empréstimo para finalizar o ano sem paralisar nossos projetos.

Infelizmente, pela primeira vez, fomos traídos pelo princípio básico da confiança com o qual sempre trabalhamos, com todas as pessoas que convivemos. Depois de constatar esse problema nós tentamos conversar, dialogar e ouvir propostas até todas as possibilidades se esgotarem. O processo segue agora o lentíssimo tempo da justiça. Temos plena segurança jurídica do que reivindicamos e decidimos encarar esse caminho em nome da verdade. Também temos um compromisso ético com a cena cultural da cidade e queremos (devemos!) dizer que isso aconteceu. Financeiramente, o baque foi ainda pior pelo contexto em que estamos: a situação econômica está difícil e nossa área sente isso na pele, as políticas culturais da cidade, do estado e do país sofrem, não só com falta de recursos mas também com estagnação, retrocessos, falta de ousadia e criatividade. Estávamos na corda bamba – como muitxs que trabalham com cultura – e aí nos empurraram.

O susto, a tristeza e a decepção foram enormes mas demos um jeito de seguir, seguir criando outras possibilidades pra esse mundo real. Seguir significou fazer um grande empréstimo para manter as atividades do grupo – sobretudo as do Teatro Espanca! – sem interrupções. Seguimos porque contamos com muita gente que nos ouviu, nos aconselhou, nos ajudou com sua força e seu suor. Muita gente boa, gente que amamos muito.

Então decidimos contar com a solidariedade da comunidade Espanca!: amigas e amigos, famílias, pessoas que acompanham nossas peças há 11 anos, agentes que constroem o Teatro Espanca! há meia década, pedimos que vocês nos ajudem a minimizar esses estragos. Decidimos que não vamos desistir. Desistir não combina com o povo de teatro, essa gente acostumada com adversidades inimagináveis, que sabe que o impossível só se concretiza coletivamente. Desistir tampouco combina com um grupo que já aprendeu que a vida, farpa de madeira intensa, é violentamente doce. Ao longo do ano que vem, pretendemos fazer algumas ações solidárias para arrecadar uma verba que nos ajude a sair do buraco e seguir normalmente com nossas atividades programadas.

A primeira ação é a VAQUINHA REAL: uma curtíssima temporada do nosso novo trabalho em BH. Dias 19 e 20 de dezembro, no Galpão Cine Horto, as pessoas que queiram e possam nos ajudar vão assistir às primeiras apresentações do REAL em Belo Horizonte. Os ingressos serão vendidos antecipadamente através do sympla por R$50,00. Também há possibilidade de fazer uma doação de R$100,00 e levar, além da entrada, uma coleção de livros do Espanca! com os textos das 4 peças escritas pela Grace e encenadas pelo grupo. Sabemos que o preço é salgado, não praticamos esses valores normalmente, é um caso de exceção. Mas esta foi a forma que encontramos de realizar uma campanha solidária oferecendo o que temos: teatro e coletividade. Quem quiser ver o REAL e anda sem condições de nos ajudar agora, é só esperar um pouquinho: no começo do próximo ano faremos uma temporada em BH com ingressos baratinhos.Esperamos vocês!
Muito Obrigado,
sr. Espanca!”

Leia o texto na página do Espanca!:

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *