Rapidinhas Teatrais

Cynthia Falabella e Fernanda Couto em Tudo no Seu Tempo - Foto: Ligia Jardim/Divulgação

Cynthia Falabella e Fernanda Couto em Tudo no Seu Tempo – Foto: Ligia Jardim/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Da vida
Cinthya Falabella interpreta uma prostituta na comédia Tudo no Seu Tempo, que estreia em São Paulo neste sábado (23), às 21h, no Teatro Jaraguá. Eduardo Muniz dirige a obra do inglês Alan Ayckbourn. Estão ainda no elenco Joca Andreazza, Fernanda Couto, Gustavo Trestini, Bete Correia e Edu Guimarães. Fica em cartaz até 20 de março.

De volta para o futuro
O espetáculo se passa todo em um quarto de hotel, onde o tempo pula o tempo todo entre passado, presente e futuro, mais precisamente, no ano de 2036. Eita.

Vozes do quilombo
O Coral Zumbi celebra o aniversário de São Paulo, nesta segunda (25), com apresentação grátis na Estação da Luz às 19h30. Os passageiros vão escutar as 22 vozes afinadas cantando clássicos da cidade como Trem das Onze e Saudosa Maloca. Ô louco, meu.

Luís Mármora é um apresentador de cabaret decadente em musical solo - Foto: Divulgação

Luís Mármora é um apresentador de cabaret decadente em musical solo – Foto: Divulgação

A vida é um cabaret
O ator Luís Mármora volta com a peça O Meu Lado Homem, Um Cabaré d’Escárnio nesta terça (26), às 21h, no Instituto Capobianco, em São Paulo. É de graça. Terças e quartas, 21h, até 9 de março.

Décadence avec élegance
O texto é inspirado em Cartas de um Sedutor, da escritora Hilda Hilst. Mármora é Sápata Magáli, apresentador de um cabaré decadente, que relembra fatos de sua vida, canta e interage com o público, numa espécie de musical solo.

Pura memória: turma do Teatro Lira Paulistana em pose histórica - Foto: Claudio Versinai/Divulgação

Pura memória: turma do Teatro Lira Paulistana em pose histórica – Foto: Claudio Versinai/Divulgação

Ausência trintona
Os 30 anos do encerramento do Teatro Lira Paulistana, templo da cultura na cidade entre 1979 e 1986, são lembrados no projeto Lira Paulistana: 30 Anos. E Depois?, no Sesc Ipiranga, em São Paulo, que vai até março.

Encontro marcado
A programação está farta. Conta com shows, filmes e dois bate-papo grátis. O primeiro é neste sábado (23), 19h30, com os fundadores e sócios do Lira Paulistana: Wilson Souto, Chico Pardal e Riba de Castro. Juntos, revelam bastidores do funcionamento do teatro, que foi um espaço de efervescência cultural e serviu como base de lançamento para toda uma geração de artistas. No dia 30 de janeiro, também às 19h30, o músico Arrigo Barnabé e o jornalista Alexandre Mathias falam sobre o tema A Vanguarda Ontem e Hoje e Seus Respectivos Espaços.

Lufe Steffen lança livro sobre o cinema gay no Brasil contemporâneo neste sábado (23) em São Paulo - Foto: Divulgação

Lufe Steffen lança livro sobre o cinema gay no Brasil contemporâneo neste sábado (23) em São Paulo – Foto: Divulgação

Cinema gay
O cineasta Lufe Steffen lança o livro O Cinema Que Ousa Dizer Seu Nome, sobre os filmes com temática LGBT no Brasil a partir de 1995, neste sábado (23). A partir das 17h, no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt. Ele promete autografar tudo. Vai, gente.

Puro glamour
Para quem não sabe, Lufe Steffen é diretor do ótimo documentário São Paulo em Hi-Fi, sobre a noite gay paulistana nos áureos tempos. Imperdível.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *