Prefeito evangélico decreta jejum público para combater dengue

Prefeito Erick Marcus fez decreto municipal pedindo população para jejuar - Foto: O Piqui/Reprodução

Prefeito Erick Marcus fez decreto municipal pedindo população para jejuar – Foto: Reprodução

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Um decreto inusitado chama a atenção em Goiás. O prefeito da cidade de Goiandira, cidade com 5,2 mil habitantes no sul do Estado, Erick Marcus (PTB), que é evangélico, baixou decreto oficial na cidade para estabelecer o Dia de Jejum Municipal.

O texto do memorando oficial da Prefeitura, datado de 19 de fevereiro de 2016 e sendo o 26º expedido neste ano, diz que o objetivo da data é “clamar a Deus por livramento e misericórdia em razão da infestação da dengue” no município.

O dia foi celebrado nesta segunda (22), e o prefeito contou com o apoio de líderes religiosos do município goiano. O texto do Prefeito pediu a estes “transmitierem a seus fiéis os objetivos” do dia especial.

O decreto ainda informou que a população deveria fazer jejum entre 6h e meio-dia.

Em entrevista à repórter Fabiana Pulcineli, do jornal O Popular, de Goiânia, Erick Marcus disse que se inspirou “na grande missão do profeta Neemias na Bíblia”.

Na entrevista, o prefeito afirmou: “Conclamamos todas as pessoas da cidade a fazerem jejum e voltarem seus pensamentos a Deus para pedir misericórdia, apoio, livramento, redenção […] O jejum, segundo a Bíblia, sempre foi utilizado para grandes enfrentamentos, grandes batalhas. Existem histórias de batalhas épicas vencidas por pessoas que não tinham condição de vencer, graças ao jejum”.

Questionado sobre ter usado um decreto público exigindo um ato ligado a determinada religião para toda a população, o prefeito afirmou: “Todas as armas são válidas […] Não tem nada a ver. Todas as armas usadas em benefício da comunidade são importantes. Se você tem fé, se acredita num Deus verdadeiro e poderoso, tudo é válido”, falou. E pareceu não estar arrependido de seu ato. “Conclamei e conclamaria de novo”, declarou à repórter.

Mesmo com o jejum, Goiandira já registrou 600 casos de suspeita de dengue nesta última epidemia. O dado foi informado na reportagem pelo próprio prefeito. Veja o decreto:

decreto-jejum

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *