O Retrato do Bob: Renato Borghi, a história do teatro

O ator e diretor Renato Borghi - Foto: Bob Sousa

O ator e diretor Renato Borghi – Foto: Bob Sousa

Foto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Renato Borghi é um dos grandes nomes de nosso teatro. Prestes a completar 79 anos em 30 de março de 2016, ele se prepara para encenar, ao lado de Elcio Nogueira Seixas, a peça Fim de Jogo no 25º Festival de Curitiba,  nesta quinta (24) e sexta (25), no Estúdio Delírio. Na obra de Samuel Beckett com direção de Isabel Teixeira, interpreta um homem, velho e paralítico, que se despede da vida, ao lado de seu parceiro, também sofredor de grave enfermidade. Também enfrentando um problema na coluna atualmente, e que o impede de andar, Borghi mistura realidade e ficção nesta peça. Ele é um dos fundadores do Teat(r)o Oficina, ao lado de José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso, com quem fez a histórica montagem O Rei da Vela. Nos anos 1990, fundou o Teatro Promíscuo, ao lado de Nogueira, seu parceiro na vida e no trabalho nos últimos anos. Também atua na televisão e no cinema, sempre elogiado e premiado pela crítica.  Afinal, Borghi é a própria história de nosso teatro.

*BOB SOUSA é fotógrafo e mestre em Artes Cênicas pela Unesp. Autor do livro Retratos do Teatro, publica sua coluna O Retrato do Bob toda segunda-feira aqui no site.

Visite o site de BOB SOUSA

Leia a cobertura completa do Festival de Teatro de Curitiba

Curta nossa página no Facebook e siga o site!

Fique por dentro do que está rolando nas artes

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *