Ator Daniel Lobo morre aos 43 anos, após peça de sucesso no Masp

Daniel Lobo em cena de Nise da Silveira - Guerreira da Paz - Foto: Maristela Giassi/Cultura Nise/Divulgação

Daniel Lobo em cena de Nise da Silveira – Guerreira da Paz – Foto: Maristela Giassi/Cultura Nise/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Morreu, nesta quinta (24), o ator Daniel Lobo, aos 43 anos, vítima de complicações decorrentes de um tumor no intestino que enfrentava, segundo sua mulher, a regente Flávia Sebold.

Lobo descobriu a doença no começo deste ano e passou por cirurgia. Segundo a mulher, ele “foi um guerreiro e lutou até o fim”.

O ator esteve em cartaz recentemente por seis semanas, com sucesso, no Teatro do Masp, com sua peça “Nise da Silveira – Guerreira da Paz”, que precisou ser interrompida por conta de problemas na saúde do artista.

No monólogo premiado, ele mergulhava na vida e na obra da psicanalista brasileira que dá título à peça, que foi discípula de Jung.

“O espetáculo é uma Epifania cênica! Um grande e poético caleidoscópio para celebrar a vida com humor, poesia e o sagrado que habita em nós. Este é o convite que fazemos ao público. Que possamos nos entrelaçar em uma experiência visceral e mergulhar em nosso inconsciente”, disse à época do lançamento da peça.

Lobo também era conhecido por ter interpretado o personagem Pedrinho na versão do Sítio do Picapau Amarelo de 1986.

Ele estava hospitalizado em Tubarão, Santa Catarina, onde o corpo é velado na Capela e Funerária Renascer. O enterro acontece na tarde desta sexta (25) no Cemitério Municipal de São Ludgero.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *