“Que bom que houve essa abertura”, diz Wagner Schwartz no Festival de Curitiba

Wagner Schwartz em cena de La Bête no 25º Festival de Teatro de Curitiba: espetáculo aporta em São Paulo em 15 e 16 de abril no Sesc Belenzinho - Foto: Humberto Araujo/Clix

Público interage com Wagner Schwartz em cena de La Bête (O Bicho) no 25º Festival de Teatro de Curitiba: espetáculo aporta em São Paulo em 15 e 16 de abril no Sesc Belenzinho – Foto: Humberto Araujo/Clix

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Enviado especial a Curitiba*
Fotos HUMBERTO ARAUJO e
ANNELIZE TOZETTO/Clix

O 25º Festival de Teatro de Curitiba, que terminou no último domingo (3) com público de 180 mil pessoas, ficou marcado pela diversidade presente nos palcos e por uma presença mais forte de trabalhos experimentais, foras dos cânones tradicionais do teatro.

Um dos espetáculos que integraram esta visão de curadoria, pelos novos curadores Marcio Abreu e Guilherme Werber, foi La Bête (O Bicho), celebrada montagem da dança com Wagner Schwartz.

Dono dos olhos mais bonitos do Festival, ele comemora o diálogo presente em Curitiba em 2016. “Que bom que houve essa abertura. Agregar pode ser interessante também”, diz ele, que aproveitou o evento para ver Batucada, de Marcelo Evelin, e O Confete da Índia, de André Masseno, ambos também na Mostra Oficial.

Wagner Schwartz no 25º Festival de Teatro de Curitiba - Foto: Annelize Tozetto/Clix

Wagner Schwartz no 25º Festival de Teatro de Curitiba – Foto: Annelize Tozetto/Clix

Vivendo entre Paris e São Paulo, Schwartz ainda comentou a polêmica sobre a não premiação na área de Dança no último Prêmio APCA.

Seu trabalho La Bête chegou a ser indicado para ser o único premiado por uma das juradas, mas não houve consenso na comissão de Dança da entidade, que terminou sem premiar a categoria por não haver o mínimo de três votantes na área.

O presidente da APCA, José Henrique Fabre Rolim, lamentou o ocorrido e afirmou que espera que a Dança volte a ser premiada na próxima edição.

“Eu ainda estou sem saber como me pronunciar sobre isso. Acho triste não ter [o Prêmio APCA para a dança]. Acho uma pena. Acho que um lado queria questionar, mas me pareceu que houve uma confusão que não teve tempo de ser resolvida”, declara Schwartz.

Ele reforça a importância do APCA que ganhou quando fez o espetáculo Piranha. “É um instante da sua vida de reconhecimento muito importante. Espero que continue existente o APCA para a Dança”.

No espetáculo, Wagner Schwartz manipula réplica de escultura de Lygia Clark da série Os Bichos, de 1960 - Foto: Humberto Araujo/Clix

No espetáculo, Wagner Schwartz manipula réplica de escultura de Lygia Clark da série Os Bichos, de 1960 – Foto: Humberto Araujo/Clix

Sobre sua obra apresentada em Curitiba e que aporta em São Paulo neste mês, diz que o dispositivo “é muito simples”.

“Não está nada pronto, a responsabilidade é de quem está lá, comigo”.

Questionado como convidaria uma dona de casa a ver sua obra, ele responde: “Preciso que a dona de casa venha me ver, ela precisa trabalhar comigo também. Quando estou criando eu penso muito no público. Meu trabalho é feito de pessoas. Às vezes, é preciso que o outro invista seu próprio tempo, seu conhecimento, que trabalhe junto comigo. O público é convidado a participar”.

No espetáculo, Schwartz manipula réplica de escultura de Lygia Clark da série Os Bichos, de 1960, e convida o público a participar da construção de imagens utilizando o próprio corpo.

La Bête faz apresentações em São Paulo nos dias 15 e 16 de abril, sexta e sábado, 21h30, no Sesc Belenzinho, com entrada a R$ 20.

Após sucesso no Festival de Curitiba, Wagner Schwartz apresenta La Bête no Sesc Belenzinho nos dias 15 e 16 de abril, às 21h30 - Foto: Humberto Araujo/Clix

Após sucesso no Festival de Curitiba, Wagner Schwartz apresenta La Bête no Sesc Belenzinho nos dias 15 e 16 de abril, às 21h30 – Foto: Humberto Araujo/Clix

Wagner Schwartz em cena de La Bête no 25º Festival de Teatro de Curitiba: espetáculo aporta em São Paulo em 15 e 16 de abril no Sesc Belenzinho - Foto: Humberto Araujo/Clix

Wagner Schwartz em cena de La Bête no 25º Festival de Teatro de Curitiba: espetáculo aporta em São Paulo em 15 e 16 de abril no Sesc Belenzinho – Foto: Humberto Araujo/Clix

*O jornalista MIGUEL ARCANJO PRADO viajou a convite do Festival de Curitiba.

Leia a cobertura completa do Festival de Teatro de Curitiba

Curta nossa página no Facebook e siga o site!

Fique por dentro do que está rolando nas artes

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *