Morre Phedra D. Córdoba, diva cubana do teatro brasileiro

Phedra D. Córdoba precisou de um lencinho, tamanha a emoção - Foto: Marcos Aspahan

Phedra D. Córdoba, durante o show Phedras por Phedra, que a homenageou no último dia 25 de março, no Teat(r)o Oficina, sua última aparição pública – Foto: Marcos Aspahan

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Morreu, neste sábado (9), no Hospital Heliópolis, em São Paulo, a atriz Phedra D. Córdoba, grande diva cubana do teatro brasileiro.

Phedra lutava contra um câncer, descoberto em fevereiro deste ano. Ela completaria 78 anos no dia 26 de maio.

A atriz cubana já tinha ficado internada no mesmo hospital, mas havia voltado para o apartamento onde vivia na praça Roosevelt, no mesmo prédio em que funciona a sede de seu grupo teatral, Os Satyros.

Contudo, Phedra passou mal neste sábado (9). Amigos a levaram ao Hospital, onde ela faleceu, horas depois. Segundo o enfermeiro que a cuidava, nos minutos finais, ele a perguntou se estava sentindo muita dor. Phedra respondeu: “É muito amor”. Foram suas últimas palavras.

Rodolfo García Vázquez, diretor do Satyros, e Maria Casadevall, atriz do grupo, resolveram os trâmites para o funeral.

O velório é neste domingo (10) no Espaço dos Satyros 1 (praça Roosevelt, 222), palco onde a diva brilhou tantas vezes. Às 14h, o corpo segue para o Crematório da Vila Alpina (av. Francisco Falconi, 437), onde será cremado às 15h.

Os amigos de Phedra estão inconsoláveis.

“Estou destroçado. Ela fez todo o sentido no nosso trabalho. Ela era a praça Roosevelt na verdade. Ela nos abriu portas, é muito difícil, cara, estou acabado. Ela deixou muitas possibilidades para a gente, para todos nós”, disse Ivam Cabral, fundador do grupo Os Satyros ao lado de Rodolfo García Vázquez e amigo íntimo da atriz.

Robson Catalunha, que estreou como diretor dirigindo Phedra no espetáculo Phedra por Phedra, sucesso na praça Roosevelt em 2015, falou com a reportagem aos prantos. “Estou sentado na calçada, não sei o que dizer. Eu cresci muito com ela”. Cléo De Páris, atriz do Satyros e amiga íntima de Phedra, também não conseguiu falar nada, tamanha a emoção.

O cantor e compositor Luiz Pinheiro, que fez a música com o nome da atriz, falou: “Ela teve as homenagens merecidas em vida e nos tornou pessoas melhores. Que Deus a tenha em um lugar tranquilo. Nossa estrela agora brilhará no céu de todos nós. Colibri, jatobá, loba”, disse, citando o refrão da música que compôs para sua amiga.

Veja Phedra na peça Transex, de 2004:

Leia também:

Diva do começo ao fim, Phedra D. Córdoba transformava a vida em cena

Phedra D. Córdoba sai de cena aplaudida de pé

Phedras por Phedra marca história do teatro brasileiro

 

Zé Celso e Phedra D. Córdoba no último dia 25 de março, no palco do Teat(r)o Oficina, onde ela foi homenageada - Foto: Marcos Aspahan

Zé Celso e Phedra D. Córdoba no último dia 25 de março, no palco do Teat(r)o Oficina, onde ela foi homenageada – Foto: Marcos Aspahan

Grande homenagem

No último dia 25 de março, feriado da Sexta-feira da Paixão, uma grande homenagem foi feita a Phedra D. Córdoba no Teat(r)o Oficina, em um show que reuniu seus grandes amigos no palco do Oficina.

A homenagem, chamada Phedras por Phedra, emocionou a todos. Zé Celso definiu a noite como “uma das mais importantes da história” do teatro.

Phedra D. Córdoba, a grande diva cubana que o teatro brasileiro ganhou - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba, a grande diva cubana que o teatro brasileiro ganhou – Foto: Bob Sousa

Perfil de diva

Phedra D. Córdoba nasceu em Havana, em 26 de maio de 1938.

Nasceu Felipe Rodolfo Acebal, caçula dos oito filhos do oculista Horário Acebal e da dona de casa Maria Teresa Betancourt.

Desde criança, queria estar nos teatros de Havana: “Sempre quis ser diva”, dizia.

A família rejeitava sua alma feminina. “Minha mãe me combatia, meus irmãos caçoavam, meu pai não falava nada”, contou a este repórter em 2009.

Aos 16, pouco antes de o comunista Fidel Castro tomar o poder na ilha, fugiu de Cuba e ganhou o mundo.

Apresentou-se por vários países até aportar no Rio, em 1958, convidada pelo produtor Walter Pinto para fazer teatro de revista, ainda como Felipe D. Córdoba. Mas logo virou Phedra. “Com Ph mesmo, porque é grego. Muitos donos de boates erravam nos cartazes e botavam F”, explicou.

Em 1972, mudou-se para São Paulo, para “fazer dramaturgia”. Virou ícone da noite paulistana.

Em tempos de repressão da ditadura, afirmava ser espanhola, e não cubana, com medo de ser perseguida, apesar de não ser comunista e sempre ter tido postura crítica ao regime castrista.

Em 2008, 54 anos depois de haver partido, Phedra voltou a Cuba, para apresentar a peça “Liz”, com Os Satyros, em Havana. “Senti como se fosse estrangeira em minha terra”, definiu.

Conheceu “sobrinhos, sobrinhos-netos e até sobrinhos-bisnetos” e ficou feliz em ser acolhida. “Eles não foram homofóbicos. Me chamaram de ‘tia Phedra’. Nós todos choramos muito”, revelou a este repórter, ao voltar.

Chegou a receber, no camarim, a visita do ministro da Cultura de Havana. “Chegou um general velhinho querendo me ver. Nem sabia quem era. Ele falou: ‘Eu quero ver a minha rainha’. Posso querer mais do que isso? Voltei para Cuba como Diva!”, comemorou.

Veja fotos de Phedra D. Córdoba:

Phedra, em pose para o fotógrafo Bob Sousa, quando fez 77 anos - Foto: Bob Sousa

Phedra, em pose para o fotógrafo Bob Sousa, quando fez 77 anos – Foto: Bob Sousa

Phedra dá entrevista para Jô Soares em 2014 no Programa do Jô, na Globo - Foto: Divulgação

Phedra dá entrevista para Jô Soares em 2014 no Programa do Jô, na Globo – Foto: Divulgação

Phedra D. Córdoba com o jornalista Celso Curi em 1976 - Foto: Arquivo pessoal

Phedra D. Córdoba com o jornalista Celso Curi em 1976 – Foto: Arquivo pessoal

Phedra com um parceiro de dança em imagem dos anos 1970 - Foto: Arquivo pessoal

Phedra com um parceiro de dança em imagem dos anos 1970 – Foto: Arquivo pessoal

Phedra tocando a tumbadora nos anos 1970 - Foto: Arquivo pessoal

Phedra tocando a tumbadora nos anos 1970 – Foto: Arquivo pessoal

Phedra ao lado da ídola Angela Maria - Foto: Arquivo pessoal

Phedra ao lado da ídola Angela Maria – Foto: Arquivo pessoal

Phedra, ainda como Felipe D. Córdoba, na extinta TV Tupi - Foto: Arquivo pessoal

Phedra, ainda como Felipe D. Córdoba, na extinta TV Tupi – Foto: Arquivo pessoal

Phedra D. Córdoba, uma diva das noites paulistanas - Foto: Arquivo pessoal

Phedra D. Córdoba, uma diva das noites paulistanas – Foto: Arquivo pessoal

Phedra em A Vida na Praça Roosevelt, grande sucesso do Satyros - Foto: André Stefano

Phedra em A Vida na Praça Roosevelt, grande sucesso do Satyros – Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba em cena de A Vida na Praça Roosevelt, com o grupo Os Satyros, em 2005 - Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba em cena de A Vida na Praça Roosevelt, com o grupo Os Satyros, em 2005 – Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba na peça Transex, de 2004, com Os Satyros - Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba na peça Transex, de 2004, com Os Satyros – Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba no lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em São Paulo, em agosto de 2015 - Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba no lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em São Paulo, em agosto de 2015 – Foto: André Stéfano

Maria Casadevall, Cléo De Páris, Paula Cohen, Robson Catalunha e Gero Camilo, responsáveis pelo show Phedras por Phedra, que foi a grande homenagem que ela recebeu no Teatro Oficina antes de sua morte - Foto: André Stefano

Maria Casadevall, Cléo De Páris, Paula Cohen, Robson Catalunha e Gero Camilo, responsáveis pelo show Phedras por Phedra, que foi a grande homenagem que ela recebeu no Teatro Oficina antes de sua morte – Foto: André Stefano

Phedra com a amiga Cléo De Páris na praça Roosevelt - Foto: Arquivo pessoal

Phedra com a amiga Cléo De Páris na praça Roosevelt – Foto: Arquivo pessoal

A atriz Phedra D. Córdoba filma A Filosofia na Alcova em 2015: filme deve ser lançado no segundo semestro pelo Satyros Cinema - Foto: André Stefano

A atriz Phedra D. Córdoba filma A Filosofia na Alcova em 2015: filme deve ser lançado no segundo semestro pelo Satyros Cinema – Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba com Ivam Cabral no set de filmagem de A Filosofia na Alcova - Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba com Ivam Cabral no set de filmagem de A Filosofia na Alcova – Foto: André Stefano

A diva Phedra D. Córdoba brilha na peça A Filosofia na Alcova, em 2015 - Foto: André Stéfano/Divulgação

A diva Phedra D. Córdoba brilha na peça A Filosofia na Alcova, em 2015 – Foto: André Stéfano/Divulgação

Hugo Godinho, Henrique Mello e Phedra D. Córdoba em um trio inusitado em A Filosofia na Alcova, em 2015 - Foto: André Stéfano/Divulgação

Hugo Godinho, Henrique Mello e Phedra D. Córdoba em um trio inusitado em A Filosofia na Alcova, em 2015 – Foto: André Stéfano/Divulgação

Phedra D. Córdoba e Evaldo Mocarzel, diretor do documentário sobre ela, Cuba Libre, no dia do lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em agosto de 2015 - Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba e Evaldo Mocarzel, diretor do documentário sobre ela, Cuba Libre, no dia do lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em agosto de 2015 – Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba e Esther Antunes no lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em agosto de 2015 - Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba e Esther Antunes no lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em agosto de 2015 – Foto: André Stéfano

Phedra em A Filosofia na Alcova, de 2015 - Foto: André Stéfano

Phedra em A Filosofia na Alcova, de 2015 – Foto: André Stéfano

Phedra, no alto, à esquerda, com o elenco da peça Vestido de Noiva, do Satyros, em 2012 - Foto: Divulgação

Phedra, no alto, à esquerda, com o elenco da peça Vestido de Noiva, do Satyros, em 2012 – Foto: André Stefano

Phedra com o elenco do Satyros na peça Cabaret Stravaganza - Foto: Rodrigo Meneghel

Phedra com o elenco do Satyros na peça Cabaret Stravaganza – Foto: Rodrigo Meneghel

Pascoal da Conceição e Phedra D. Córdoba apresentam 4º Prêmio CPT, da Cooperativa Paulista de Teatro, em 2012 - Foto: Taba Benedicto

Pascoal da Conceição e Phedra D. Córdoba apresentam 4º Prêmio CPT, da Cooperativa Paulista de Teatro, em 2012 – Foto: Taba Benedicto

phedra-d-cordoba-5-su-stathopoulos

Phedra D. Córdoba no show dirigido por Robson Catalunha para celebrar seus 77 anos – Foto: Su Stathopoulos

Corpinho enxuto aos 77 anos: detalhe das pernas de Phedra - Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Corpinho enxuto aos 77 anos: detalhe das pernas de Phedra em seu show – Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Já disseram que ela tem um holofote dentro de si: Phedra D. Córdoba é ela mesma no palco - Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Já disseram que ela tem um holofote dentro de si: Phedra D. Córdoba é ela mesma no palco do Estação Satyros, no show Phedra por Phedra – Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Phedra sendo diva no palco - Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

Phedra sendo diva no palco em seu show Phedra por Phedra, dirigido por Robson Catalunha – Foto: Su Stathopoulos/Divulgação

A diva cubana Phedra D. Córdoba no palco do Estação Satyros em Phedra por Phedra - Foto: Carina Moutinho/Divulgação

A diva cubana Phedra D. Córdoba no palco do Estação Satyros em Phedra por Phedra, em junho de 2015 – Foto: Carina Moutinho/Divulgação

Phedra D. Córdoba em seu apartamento na praça Roosevelt - Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba em seu apartamento na praça Roosevelt – Foto: André Stéfano

Phedra ao lado de um de seus retratos: ela deixou sua história arquivada e escrita por ela mesma - Foto: André Stéfano

Phedra ao lado de um de seus retratos: ela deixou sua história arquivada e escrita por ela mesma – Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba comemora seus 77 anos em 26 de maio de 2015, seu último aniversário - Foto: Arquivo pessoal

Phedra D. Córdoba comemora seus 77 anos em 26 de maio de 2015, seu último aniversário – Foto: Arquivo pessoal

Phedra com seu grande amigo Luiz Pinheiro, que compôs a música que leva seu nome, em agosto de 2015 - Foto: André Stefano

Phedra com seu grande amigo Luiz Pinheiro, que compôs a música que leva seu nome, em agosto de 2015 – Foto: André Stefano

Phedra beija o amigo Robson Catalunha, diretor de seu show Phedra por Phedra - Foto: Arquivo pessoal

Phedra beija o amigo Robson Catalunha, diretor de seu show Phedra por Phedra – Foto: Arquivo pessoal

Dia de visitas ilustres nos show Phedra por Phedra, no Estação Satyros: André Pomba, Cagni, Robson Catalunha, Hugo Possolo, Phedra D. Córdoba, Divina Nubia, Lerte Coutinho e João Silvério Trevisan - Foto: Arquivo pessoal

Dia de visitas ilustres nos show Phedra por Phedra, no Estação Satyros: André Pomba, Cagni, Robson Catalunha, Hugo Possolo, Phedra D. Córdoba, Divina Nubia, Lerte Coutinho e João Silvério Trevisan – Foto: Arquivo pessoal

Fabio Penna, Luiz Pinheiro, Ivam Cabral, Phedra D. Córdoba, Robson Catalunha e Gustavo Ferreira na sessão de Hipóteses para o Amor e a Verdade, em 2015 - Foto: André Stefano

Fabio Penna, Luiz Pinheiro, Ivam Cabral, Phedra D. Córdoba, Robson Catalunha e Gustavo Ferreira na sessão de Hipóteses para o Amor e a Verdade, em 2015 – Foto: André Stefano

De braços dados com Ivam Cabral e cercada do elenco do Satyros, o filme Hipóteses para o Amor e a Verdade é apresentado ao público paulistano no Cine Caixa Belas Artes em agosto de 2015 - Foto: André Stefano

De braços dados com Ivam Cabral e cercada do elenco do Satyros, o filme Hipóteses para o Amor e a Verdade é apresentado ao público paulistano no Cine Caixa Belas Artes em agosto de 2015 – Foto: André Stefano

Phedra e o elenco de Hipóteses para o Amor e a Verdade apresentam o filme - Foto: André Stefano

Phedra e o elenco de Hipóteses para o Amor e a Verdade apresentam o filme – Foto: André Stefano

Phedra D. Córdoba com a atriz Lorena Borges no lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em agosto de 2015 - Foto: Edson Degaki

Phedra D. Córdoba com a atriz Lorena Borges no lançamento do filme Hipóteses para o Amor e a Verdade, em agosto de 2015 – Foto: Edson Degaki

Phedra D. Córdoba: ela foi chamada para participar de um programa de TV - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba na praça Roosevelt – Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba: sua volta a Cuba virou um documentário nos cinemas - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba em retrato de Bob Sousa – Foto: Bob Sousa

A atriz cubana Phedra D. Córdoba posa em sua casa com o gato Primo Bianco - Foto: Eduardo Enomoto

A atriz cubana Phedra D. Córdoba posa em seu antigo apartamento no Vale do Anhangabaú com o gato Primo Bianco – Foto: Eduardo Enomoto

Phedra D. Córdoba está de volta a seu apartemento na praça Roosevelt, onde continua o tratamento - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba no parquinho da praça Roosevelt – Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba, aos 76 anos: energia e carisma de uma eterna menina - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba no parque da praça Roosevelt – Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba, em frente ao Espaço dos Satyros Um, na praça Roosevelt - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba, em frente ao Espaço dos Satyros Um, na praça Roosevelt – Foto: Bob Sousa

 

Phedra D. Córdoba canta Beatles em Não Morrerás - Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba canta Beatles em Não Morrerás, peça de 2014 do Satyros – Foto: André Stéfano

Phedra D. Córdoba, no Prêmio Shell: puro glamour - Foto: Paduardo/AgNews

Phedra D. Córdoba, no Prêmio Shell 2014: puro glamour – Foto: Paduardo/AgNews

Núria Casadevall, Phedra D. Córdoba e Maria Casadevall: Natal em família - Foto: Arquivo pessoal

Núria Casadevall, Phedra D. Córdoba e Maria Casadevall: Phdra passava as festas de fim de ano com a família da amiga atriz – Foto: Arquivo pessoal

Phedra dá uma bitoquinha no ator Gustavo Ferreira - Foto: Arquivo pessoal

Phedra dá uma bitoquinha no ator Gustavo Ferreira – Foto: Arquivo pessoal

Phedra D. Córdoba e Miguel Arcanjo Prado: "Meu jornalista e crítico de teatro preferido", ela dizia - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba e Miguel Arcanjo Prado: “Meu jornalista e crítico de teatro preferido”, ela dizia – Foto: Bob Sousa

Phedra durante homenagem aos 25 anos do Satyros na Câmara de SP - Foto: Arquivo pessoal

Phedra durante homenagem aos 25 anos do Satyros na Câmara de SP – Foto: Arquivo pessoal

Phedra durante homenagem aos 25 anos do Satyros na Câmara de SP - Foto: Arquivo pessoal

Phedra durante homenagem aos 25 anos do Satyros na Câmara de SP – Foto: Arquivo pessoal

Phedra e a amiga Cléo De Páris em 2014 - Foto: André Stéfano

Phedra e a amiga Cléo De Páris em 2014 – Foto: André Stéfano

Phedra dá entrevista durante as Satyrianas 2014 - Foto: Arquivo pessoal

Phedra dá entrevista durante as Satyrianas 2014 – Foto: Arquivo pessoal

Com Evaldo Mocarzel e Rodolfo García Vázquez - Foto: Arquivo pessoal

Com Evaldo Mocarzel e Rodolfo García Vázquez – Foto: Arquivo pessoal

Na Banda do Fuxico, na qual foi eleita Rainha - Foto: Divulgação

Na Banda do Fuxico, na qual foi eleita Rainha – Foto: Divulgação

Com Júlia Bobrow e Ivam Cabral, celebrando o troféu Aplauso Brasil em 2014 - Foto: Divulgação

Com Júlia Bobrow e Ivam Cabral, celebrando o troféu Aplauso Brasil em 2014 – Foto: Divulgação

Com o amigo Léo Moreira Sá em sua casa - Foto: Divulgação

Com o amigo Léo Moreira Sá em sua casa – Foto: Divulgação

No filme Os Sapatos de Aristeu, de Renê Guerra - Foto: Divulgação

No filme Os Sapatos de Aristeu, de Renê Guerra – Foto: Divulgação

Ao lado de Paula Cohen nas Satyrianas 2014 - Foto: Luciana Camargo/Coletivo Fotomix

Ao lado de Paula Cohen nas Satyrianas 2014 – Foto: Luciana Camargo/Coletivo Fotomix

phedra-quem-convence-ganha-mais

Phedra com sua gatinha Rebecca - Foto: Arquivo pessoal

Phedra com sua gatinha Rebecca – Foto: Arquivo pessoal

Com Renata Sorrah no Prêmio Shell 2014 - Foto: Divulgação

Com Renata Sorrah no Prêmio Shell 2014 – Foto: Divulgação

Phedra com os amigos Tadeu Ibarra e Dyl Pires - Foto: Arquivo pessoal

Phedra com os amigos Tadeu Ibarra e Dyl Pires – Foto: Arquivo pessoal

Recebendo o prêmio pela visibilidade trans em 2015 - Foto: Divulgação

Recebendo o prêmio pela visibilidade trans em 2015 – Foto: Divulgação

A diva do Satyros, Phedra D. Córdoba, em cena do longa Hipóteses para o Amor e a Verdade - Foto: Divulgação

A diva do Satyros, Phedra D. Córdoba, em cena do longa Hipóteses para o Amor e a Verdade – Foto: Divulgação

Phedra D. Córdoba entre o ator Juan Manuel Telallategui e o jornalista Miguel Arcanjo Prado no Prêmio Shell de Teatro de SP de 2011 - Foto: Silvana Garzaro

Phedra D. Córdoba entre o ator Juan Manuel Telallategui e o jornalista Miguel Arcanjo Prado no Prêmio Shell de Teatro de SP de 2011 – Foto: Silvana Garzaro

Phedra D. Córdoba: diva enfrenta um tratamento de saúde - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba no jardim do Parque da Luz, em São Paulo, no ensaio para seus 77 anos – Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba: muitas histórias para contar e muitos projetos para o futuro - Foto: Bob Sousa

Phedra D. Córdoba em Édipo na Praça, peça dos Satyros de 2013 – Foto: Bob Sousa

phedra_bobsousa10

Phedra brinca com a estátua do parque da Luz no ensaio para os seus 77 anos com o fotógrafo Bob Sousa – Foto: Bob Sousa

Diva dos palcos, Phedra de Córdoba integra júri do programa Quem Convence Ganha Mais (SBT)

Diva dos palcos, Phedra de Córdoba integra júri do programa Quem Convence Ganha Mais (SBT) – Foto: Divulgação

Phedra D. Córdoba e seu olhar penetrante em seu programa que faz sucesso na internet

Phedra D. Córdoba e seu olhar penetrante em seu programa que fez sucesso na internet sob direção do amigo Laerte Késsimos – Foto: Laerte Késsimos

Atriz e Diva: Phedra D. Córdoba em seu programa de teatro na internet - Foto: Laerte Késsimos

Atriz e Diva: Phedra D. Córdoba em seu programa de teatro na internet – Foto: Laerte Késsimos

roosevelt-phedra-d-cordoba-eduardo-enomoto-15-10-2012-2

Phedra D. Córdoba em frente aos prédios da praça Roosevelt em 2012 – Foto: Eduardo Enomoto

phedra-70eatual

Phedra D. Córdoba em dois momentos: nos anos 1970 e na década de 2010 – Foto: Arquivo pessoal

Phedra D. Córdoba completa 74 anos: "nasci para ser diva" - Foto: Walter Antunes/Divulgação

Phedra D. Córdoba quando fez 74 anos e declarou: “nasci para ser diva” – Foto: Walter Antunes/Divulgação

Phedra D. Córdoba no cartaz de Pessoas Sublimes: sua última peça - Foto: André Stefano/Divulgação

Phedra D. Córdoba no cartaz de Pessoas Sublimes: sua última peça – Foto: André Stefano/Divulgação

Em novembro de 2015, Phedra D. Córdoba foi ovacionada pelo público presente no encerramento do Recifest - Fotos: Moema França e Rayanne Morais/Divulgação Recifest

Em novembro de 2015, Phedra D. Córdoba foi ovacionada pelo público presente no encerramento do Recifest – Fotos: Moema França e Rayanne Morais/Divulgação Recifest

Phedra D. Córdoba canta no encerramento do Recifest, em Recife, em novembro de 2015 - Fotos: Moema França e Rayanne Morais/Divulgação Recifest

Phedra D. Córdoba canta no encerramento do Recifest, em Recife, em novembro de 2015 – Fotos: Moema França e Rayanne Morais/Divulgação Recifest

Savio Andrade, Liza Caetano, Lauanda Varone e Juan Manuel Tellategui posam com Phedra D. Córdoba: diva cubana prestigiou sessão da peça Hermanas Son las Tetas, em outubro de 2015 - Foto: Miguel Arcanjo Prado

Savio Andrade, Liza Caetano, Lauanda Varone e Juan Manuel Tellategui posam com Phedra D. Córdoba: diva cubana prestigiou sessão da peça Hermanas Son las Tetas, em outubro de 2015 – Foto: Miguel Arcanjo Prado

Phedra na última internação no Hospital Heliópolis - Foto: Reprodução

Phedra na última internação no Hospital Heliópolis – Foto: Reprodução

Phedra com o amigo Laerte Késsimos na praça Roosevelt - Foto: Arquivo pessoal

Phedra com o amigo Laerte Késsimos na praça Roosevelt – Foto: Arquivo pessoal

Phedra com o elenco de Pessoas Sublimes, sua última peça - Foto: André Stefano

Phedra com o elenco de Pessoas Sublimes, sua última peça – Foto: André Stefano

Phedra na roda de Pessoas Sublimes, sua última peça - Foto: Guilherme Dearo

Phedra na roda de Pessoas Sublimes, sua última peça – Foto: Guilherme Dearo

Phedra sorri em sua casa - Foto: André Stefano

Phedra sorri em sua casa – Foto: André Stefano

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Vera Lúcia Ribeiro disse:

    Grandiosa, e em lindas e maravilhosas fotos! Muito humana! Uma mulher de raiz, que escreveu sua vida em uma bela história de vitórias!! Esteja bem e feliz, e com a sensação de plenitude por ter cumprido seu papel! Salve!!

  2. Niéri Svensson disse:

    Que notícia triste!! Eu amei Phedra em A Vida na Praça Roosevelt! :'(

  1. Abril 10, 2016

    […] é difícil lidar com sua morte. Sabíamos que ela estava doente, mas uma diva não morre. Isso é impossível. Uma diva não perde […]

  2. Abril 10, 2016

    […] despediram da atriz no Crematório da Vila Alpina, em São Paulo, na tarde deste domingo (10). Ela morreu neste sábado (9), aos 78 anos, no Hospital Heliópolis, para onde foi levada após passar mal em seu apartamento […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *