O Retrato do Bob: Francisco Carlos, a polifonia cênica

O dramaturgo e diretor Francisco Carlos - Foto: Bob Sousa

O dramaturgo e diretor Francisco Carlos – Foto: Bob Sousa

Foto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

O dramaturgo e diretor Francisco Carlos nasceu em Itaquatiara, Amazonas, em 1960. Desde 2005, mora em São Paulo. Formado em Filosofia na Universidade do Amazonas, faz um teatro que chama de “poético-mítico-filosófico-etnográfico”, fazendo conversar diversas linguagens artísticas. Afinal, de diálogo ele entende muito bem. Nos anos 1980, fez furor na roqueira cena brasiliense. Em 2011, destacou-se na cena paulistana com a teatralogia “Jaguar Cibernético”. Atualmente, encena sua peça “Sonata Fantasma Bandeirante”, inspirada na história do Brasil e com Alessandra Negrini no elenco, no Sesc Ipiranga, em São Paulo, até 24 de abril. Sempre com sua polifonia cênica.

*BOB SOUSA é fotógrafo e mestre em Artes Cênicas pela Unesp. Autor do livro Retratos do Teatro, publica sua coluna O Retrato do Bob toda segunda-feira aqui no site.

Visite o site de BOB SOUSA

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Interessante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *