Prêmio Aplauso Brasil será entregue no Teatro Porto Seguro

Teatro Porto Seguro sedia 4º Prêmio Aplauso Brasil - Foto: Fernando Martinho/Divulgação

Teatro Porto Seguro sedia 4º Prêmio Aplauso Brasil – Foto: Fernando Martinho/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

A quarta edição do Prêmio Aplauso Brasil, voltado ao teatro, acontece nesta terça (5), às 20h, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, quando os vencedores serão revelados.

A entrada na cerimônia será gratuita: 150 ingressos serão distribuídos, um por pessoa, a partir das 18h na bilheteria do espaço, que fica na rua. Barão de Piracicaba, 740, no Campos Elíseos.

Ricardo Grasson será o diretor da cerimônia, que contará ainda com direção musical de Fernanda Maia. Indicados a melhor musical vão se apresentar. Os mestres de cerimônia serão os atores Marisa Orth e Caco Ciocler. Os homenageados são Elias Andreato, Nathália Timberg, Glória Menezes e Tarcísio Meira.

O jornalista e crítico teatral Michel Fernandes, criador do Prêmio Aplauso Brasil - Foto: Johnatan Petrassi/JohnFotoSP

O jornalista e crítico teatral Michel Fernandes, criador do Prêmio Aplauso Brasil – Foto: Johnatan Petrassi/JohnFotoSP

Idealizado pelo crítico teatral Michel Fernandes, o Prêmio Aplauso Brasil tem júri final integrado por Cássio Rodrigo (representando a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo), Júlio César Dória (representando o departamento de teatro da Secretaria Municipal da Cultura de São Paulo) e pelos críticos de teatro do site Aplauso Brasil Kyra Piscitelli, Luís Francisco Wasilewski e Michel Fernandes.

Já a Comissão do Conselho do Prêmio Aplauso Brasil, que nomeia os indicados, é formada por Aguinaldo Ribeiro da Cunha, Edgar Olímpio de Souza, Gisa Gutervil, José Cetra Filho, Laerte Késsimos, Maria Eugênia de Menezes, Miguel Arcanjo Prado, Nanda Rovere, Ricardo Grasson e Vinício Angelici. O público também participa na categoria voto popular.

“A escolha em fazer o Prêmio Aplauso Brasil para o Teatro Porto Seguro tem a ver com o charme do espaço, os equipamentos técnicos de ponta e, sobretudo, com a acessibilidade tanto às pessoas que, como eu, têm mobilidade reduzida, quanto ao sistema de vans que o Teatro oferece, possibilitando acesso confortável aos que dependem do transporte público”, afirma Michel Fernandes.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *