O Retrato do Bob: Samir Yazbek, teatro e história

O diretor e dramaturgo Samir Yazbek - Foto: Bob Sousa

O diretor e dramaturgo Samir Yazbek – Foto: Bob Sousa

Foto BOB SOUSA
Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Dizem que é preciso analisar de forma minuciosa o passado para construir um futuro melhor. O diretor e dramaturgo paulistano Samir Yazbek procurou fazer isso de uma forma artística na série de peças Brasil: o Futuro que Nunca Chega – Princesa Isabel e Dom Pedro II, encenadas recentemente no Sesc Consolação, em São Paulo. Formado pelo CPT (Centro de Pesquisa Teatral) de Antunes Filho, ele é autor de sucessos como “O Fingidor”, que lhe rendeu o Prêmio Shell de melhor autor em 1999 e “As Folhas do Cedro”, que em 2010 lhe deu o Prêmio APCA de melhor autor. É integrante da Cia. Arnesto nos Convidou, que fundou em 2007 ao lado de Helio Cicero. Também coordena o  Pós-Graduação Lato Sensu em Dramaturgia da Escola Superior de Artes Célia Helena, em São Paulo. Pelo jeito, gosta de misturar história e teatro em um mergulho artístico.

*BOB SOUSA é fotógrafo e mestre em Artes Cênicas pela Unesp. Autor do livro Retratos do Teatro, publica sua coluna O Retrato do Bob toda segunda-feira aqui no site.

Visite o site de BOB SOUSA

Visite o Blog do Arcanjo no UOL!

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Phillipe disse:

    Ótima foto, como é comum ocorrer com as lentes privilegiadas de Bob!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *