Por trás do pano – Rapidinhas teatrais

Rodrigo Sampaio e Magiu Mansur em "Tiros em Osasco": estreia no Sesi-SP - Foto: Leekyung Kim

Rodrigo Sampaio e Magiu Mansur em “Tiros em Osasco”: estreia no Sesi-SP – Foto: Leekyung Kim

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Chacina paulsita
A chacina que ocorreu nas cidades de Osasco e Barueri na Grande São Paulo em 2015 inspirou o dramaturgo Cassio Pires a escrever a peça “Tiros em Osasco”. Estreia na próxima quinta (18), 20h30, reabrindo o Mezanino do Sesi-SP, na av. Paulista. A obra segue até 6 de novembro com entrada gratuita de quarta a domingo. Vai perder?

Diretora mineira
A premiada Yara de Novaes assume a direção da montagem do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do Sesi-SP, que terá bate-papos sobre temas presentes na peça todo último domingo do mês. “Para cada fala intolerante e desprovida de fundamento, de conhecimento ou reflexão dita por essas personagens, há um estampido que ressoa em algum lugar que a vista cansada e míope já não mais consegue alcançar”, diz a diretora. Falou bonito.

Equipe unida
Marlene Salgado assume a produção de “Tiros em Osasco”. Enquanto André Cortez fez o cenário, e Wagner Antônio, a luz. Já Cassio Brasil é responsável pelos figurinos. No elenco estão Anna Gobbi, Ana Luiza Anjos, André Saboya, Guilherme Yazbek, Carlos Jordão, Marcella Vicentini, Marcelo Rodrigues, Magiu Mansur, Renata Becker, Renata Martins e Rodrigo Sampaio. Decorou tudo?

Carioca do "Pânico" faz sátira à crise política no Teatro Gazeta - Foto: Divulgação

Carioca do “Pânico” faz sátira à crise política no Teatro Gazeta – Foto: Divulgação

Impeachment
O humorista Marvio Lucio, o Carioca do “Pânico”, encena a comédia “Dilma Ducheff – Saudando a Mandioca”, no Teatro Gazeta, sempre às quintas, 21h, até 29 de setembro. Na pauta, a turbulência política atual no Brasil vira motivo para o riso. Ou de choro?

Convocatória
O diretor Lucianno Maza busca atores com cara de adolescentes para fazer sua nova peça. Ele jura que não pode dar muitos detalhes, apenas que é um texto internacional que estreia em 1º de outubro em um teatro da região central de São Paulo. Misterioso.

Parceiria
Lucianno Maza diz que não tem apoio nenhum e que a peça será como nos velhos tempos: bancada pela bilheteria apenas. Ah, aos interessados, é preciso ter DRT de ator e disponibilidade para ensaiar em agosto e setembro de segunda a sexta. Além de ter os fins de semana livres para a temporada em outubro e novembro.

Contato
Interessados devem mandar currículo, fotos e, se possível, vídeo até às 23h59 desta sexta (12) para o e-mail: [email protected] Espalhe a notícia.

Laerte Késsimos resolveu dar um conselho aos apaixonados - Foto: Angelica Dass

Laerte Késsimos resolveu dar um conselho aos apaixonados – Foto: Angelica Dass

Correio sentimental
O ator Laerte Késsimos resolveu dar, no mundo virtual, um conselho sobre post e fotos de amor. “Quando você sentir vontade de postar no facebook/twitter/intagram uma foto ou apenas um EU TE AMO MEU AMOR e marcar ali aquela pessoa especial e mostrar pra todo mundo que você ama seu/sua namoradx, apenas pare!”.

Correio sentimental 2
E Larte Késsimos explica o porquê da advertência: “Ao invés de postar pra todo mundo ver, manda uma mensagem privada pra pessoa, ou liga pra ela e fala que você a ama, ou melhor ainda, chama ela pessoalmente olhando nos olhos e diga pra ela que você a ama, e que ela é especial para VOCÊ. Traga o amor pra dentro da sua relação e não jogue o amor pra fora”. Eita.

Entre toalhas vermelhas
Gerald Thomas, o diretor pop star e pós-dramático, resolveu fazer um vídeo sobre o “Fora Temer” e outros foras mais. Procure no Facebook dele. E divirta-se.

Marba Goicochea (à esquerda) foi apresentadora da Festa da Independência do Peru em SP - Foto: Divulgação

Marba Goicochea (à esquerda) foi apresentadora da Festa da Independência do Peru em SP – Foto: Divulgação

Apresentadora
Marba Goicochea, a atriz peruana que brilha no teatro paulistano, apresentou a festa do 195º aniversário da independência do Peru, na quadra da escola de samba Águia de Ouro, em São Paulo. Arrasou, Marbita.

Participação
Falando nisso, Marba participa da peça “O Mal Dito”, de Fransérgio Araújo, na próxima segunda e terça. Igualzinho fez no Peru, sua terra natal.

London, London
Nesta sexta (12) tem leitura do texto “A Terra Prometida”, de Samir Yazbek, na Embaixada do Brasil em Londres, na Inglaterra. A iniciativa é do ator Marcio Mello, que vai montar a peça no Diorama Theatre, em Londres. O ator inglês Rufus Graham também participa da leitura, com direção de Ramiro Silveira.

Sucesso 
“A Terra Prometida” estreou no Brasil em 2001 no Teatro Anchieta do Sesc Consolação, em São Paulo, com Luiz Damasceno e Marco Antônio Pâmio no elenco sob direção de Luís Artur Nunes. Marcou época.

Elenco do musical "Ópera Urbe": sessões grátis no largo da Batata - Foto: Divulgação

Elenco do musical “Ópera Urbe”: sessões grátis no largo da Batata – Foto: Divulgação

Onde o povo está
O largo da Batata, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, defronte à estação Faria Lima do metrô, recebe o musical “Ópera Urbe – Peste Contemporânea”, com direção do aguerrido Rogério Tarifa. Anote as próximas sessões: 14, 15, 16, 22, 23, 24, 25, 29, 30 e 31 de agosto, às 18h.

Musa
Ah, no elenco de “Ópera Urbe” está Leona Jhovs, atriz e transexual que anda causando burburinho na cena. Ela vive uma personagem que é vítima de crime de ódio. É preciso discutir o tema no palco também.

Pokémado
O ator Ivam Cabral contou que sua casa está cheia de Pokémons. Eita.

Márcio Trinchinatto está em peça que celebra Lygia Fagundes Telles - Foto: Divulgação

Márcio Trinchinatto está em peça que celebra Lygia Fagundes Telles – Foto: Divulgação

Coisas de Lygia
Lygia Fagundes Telles, nossa grande escritora, é homenageada na peça “A Confissão de Lontina”, com o ator Marcio Trinchinatto e direção de Kléber Montanheiro. A temporada no Teatro Viradalata vai até 30 de setembro. Apareça.

Mirada
O Mirada chega à sua 4ª edição entre 8 e 18 de setembro, em Santos, com 43 espetáculos. O Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos foi lançado nesta quinta com toda a pompa necessária. Chique.

Cancelou
Por motivo de saúde de um dos atores, as peças “Vias” e “Justine”, do Satyros, não serão apresentadas nesta sexta (12) na praça Roosevelt, em São Paulo. A coluna manda melhoras.

Cena da comédia "Cinderela Pervertida" - Foto: Kalinka Maki/Divulgação

Cena da comédia “Cinderela Pervertida” – Foto: Kalinka Maki/Divulgação

Prorrogou
Comédia de sucesso, a peça “Cinderela Pervertida” segue em cartaz no Teatro União Cultural, em São Paulo, até 18 de setembro, todo domingo, 18h. No enredo, uma visão debochada do conto de Cinderela, a Gata Borralheira, adaptado para a São Paulo caótica atual.

Vale a pena
A peça “Adeus, Palhaços Mortos” está com sessões gratuitas no Tusp, em São Paulo, quarta e quinta, 21h, até 22 de setembro. Corra pra ver.

0800
Dias 16, 17 e 18 de agosto tem a peça “Farinha com Açúcar ou sobre a Sustança de Meninos e Homens”, do Coletivo Negro, de graça, no Itaú Cultural da Av. Paulista. Imperdível.

A atriz Gisa Guttervil mandou mais uma cutucada na internet - Foto: Divulgação

A atriz Gisa Guttervil mandou mais uma cutucada na internet – Foto: Divulgação

Revoltada
A atriz Gisa Guttervil, que não tem papas na língua no meio digital, resolveu desabafar dia desses. Postou: “Ontem presenciei a cena mais hipócrita da minha vida! Se pudesse, colocaria nomes, para que todos soubessem quão homem você não é!”. Muita gente pediu para ela revelar publicamente de quem se tratava, inclusive a coluna. Mas ela preferiu manter o segredo.

"Vestir o Pai" tem temporada até 25 de setembro, de sexta a domingo, no Teatro Augusta - Foto: Thaís Boneville

“Vestir o Pai” tem temporada até 25 de setembro, de sexta a domingo, no Teatro Augusta – Foto: Thaís Boneville

Coitado do defunto
Cláudia Alencar, Adriano Toloza e Flávia Couto estreiam nesta sexta, no Teatro Augusta, “Vestir o Pai”, de Mário Viana, querido da coluna. Na obra, filhos discutem com que roupa vão enterrar o pai enquanto o pobre coitado agoniza. Tadinho.

Inspiração
Mário Viana conta que a ideia de “Vestir o Pai” surgiu enquanto estava em um velório do pai de uma amiga. Durante a cerimônia, a viúva começou a falar das amantes do morto, que nenhuma delas ajudou a cuidar do homem quando precisou. O dramaturgo ficou com aquilo na cabeça. E desenvolveu a peça.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *