Com homenagem a travesti Gilda, Curitiba Mostra chega à segunda edição

Ricardo Nolasco em Momo: Para Gilda com Ardor na Curitiba Mostra – Foto: Samira Neves/Clix

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
Enviado especial a Curitiba*
Foto SAMIRA NEVES/Clix

Gabriel Machado e Nena Inoue declararam aberta na noite deste sábado (1º) a segunda edição da Curitiba Mostra dentro da Mostra Oficial do Festival de Curitiba, no Teatro José Maria Santos, na capital paranaense. Segundo eles, “o momento é de reexistência e resistência”.

A cantora e atriz Simone Magalhães, que sintetiza em sua figura artística potente a proposta da curadoria, foi convidada fazer a abertura. Com sua forte presença e voz contagiante, ela apresentou uma versão pocket de seu aclamado show “Por Que Não Tem Paquita Preta?”. Cantou músicas próprias e envolveu o público, sendo muito aplaudida ao fim de sua apresentação. O artista Bruno Lops também performou com seu palhaço, que ironizou a atual direita brasileira, em uma defesa apaixonada na volta da monarquia ao Brasil, com direito a irretocável sotaque português.

A primeira peça a ser apresentada foi \Todas/, com Helena Jorge Portela e Catherine Moreira, sob direção de Giorgia Conceição a.k.a Miss G, para a dramaturgia da curitibana Luci Collin, sobre quatro mulheres que se encontram no campo da ficção.

Stefano Belo em cena de Momo: Para Gilda com Ardor – Foto: Samira Neves/Clix

A segunda obra a ocupar o espaço do Teatro José Maria Santos foi Momo: Para Gilda com Ardor, uma homenagem do inquieto diretor e ator Ricardo Noalsco para Gilda, famosa travesti do centro curitibano. Itinerante, a peça começou no palco e terminou nas ruas do centro histórico, com o público em procissão.

Imperdível dentro da programação do Festival de Curitiba, a Curitiba Mostra ainda terá as peças Para Não Morrer, com Nena Inoue em cena, Eu se Errei, com Rafael Camargo, e a mostra Curitiba Urge e os Encontros Necessários.

Público acompanha performance de Ricardo Nolasco nas ruas curitibanas – Foto: Samira Neves/Clix

Mais uma vez com seus drinques criativos, a atriz Patricia Cipriano comanda o movimentado bar da Curitiba Mostra, na área externa do Teatro José Maria Santos, que conta ainda com saborosos pratos da culinária árabe feitos pela atriz e musicista Amira Massabki.

*O jornalista MIGUEL ARCANJO PRADO viajou a convite do Festival de Curitiba.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *